sábado, 7 de fevereiro de 2009

e4!

closed sicilian

Do intelecto num esforço colossal
Analisava as variantes possíveis
Dispondo-as em diagramas visíveis
Relembrando Fisher, Anatoly e Tal.

O lance que procurava era vital
Para sobreviver a tantos desníveis,
Pensava: serão esses lances criveis?
Enquanto admirava seu bispo mal!

Buscava a ruptura do centro com afinco
E com cirúrgico esmero ataca o flanco!
Calculava o possível mate em cinco.

Espalmava as mãos sobre a face lívida
A Dama eliminava finalmente o rei branco
Seu lance tornou-se um beco sem saída!

Renato de boer.

4 comentários:

"A Moça que Sonha: A Louca." disse...

Eu só ñ entendi o título, amado defunto..Numérico...

Mas eu adoro seu jeito de escrever...

Bjos..

Giu Missel disse...

perfeito.
De boer é de boer.

Alexandre Spinelli disse...

Mais que um poema, um jogo de xadrez... ou mais que um jogo de xadrez, um poema...?
Muito bom...
Abraço

Lucas de Oliveira disse...

caralho! jogada de mestre!