sábado, 7 de fevereiro de 2009

e4!

closed sicilian

Do intelecto num esforço colossal
Analisava as variantes possíveis
Dispondo-as em diagramas visíveis
Relembrando Fisher, Anatoly e Tal.

O lance que procurava era vital
Para sobreviver a tantos desníveis,
Pensava: serão esses lances criveis?
Enquanto admirava seu bispo mal!

Buscava a ruptura do centro com afinco
E com cirúrgico esmero ataca o flanco!
Calculava o possível mate em cinco.

Espalmava as mãos sobre a face lívida
A Dama eliminava finalmente o rei branco
Seu lance tornou-se um beco sem saída!

Renato de boer.

4 comentários:

"A Moça que Sonha: A Louca." disse...

Eu só ñ entendi o título, amado defunto..Numérico...

Mas eu adoro seu jeito de escrever...

Bjos..

Giu Missel disse...

perfeito.
De boer é de boer.

Alexandre Spinelli disse...

Mais que um poema, um jogo de xadrez... ou mais que um jogo de xadrez, um poema...?
Muito bom...
Abraço

Anônimo disse...

caralho! jogada de mestre!