quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Resposta das respostas

“Creio na carne e nos apetites,
A vista, o ouvido, o tacto, são milagres, e cada parte, cada migalha de mim, é um milagre.”

Walt Whitman


Eu nunca me revelo por inteiro,
Estou quanto mais perto mais distante
E escapulo naquele mesmo instante
Em que alguém me julgar em derradeiro.

Eu não sou o que mostra o meu semblante,
Nem meu lar, minha estirpe ou meu dinheiro,
Mas surjo simplesmente verdadeiro
Quando o silêncio é minha voz falante.

E nada mais de mim tenho a dizer:
Não pertenço a nenhum grupo social
Nem às suas regrinhas de moral;

É que de lado às mil perguntas postas,
Eu já trago a resposta das respostas
Em toda e qualquer parte do meu ser!

David Moura

5 comentários:

Giu Missel disse...

este é um espetáculo!

Ingrid Regina disse...

gostei, do tema rpincipalmente.
realmente um show de opiniao
admiradíssimo!

Lucas de Oliveira disse...

Um dos maiores sonetos que já li por essas bandas...! Cara, que coisa linda!!!

Alexandre Spinelli disse...

Muito bom... dos 'milagres' que valem a pena ler e reler...
Parabéns, cara...

Peter Zoster disse...

muito bom soneto..adorei! tenho lido esse blog, tá o máximo!