terça-feira, 10 de março de 2009

Escolhas

Não escolhemos nascer,
mas mesmo assim...
A camisinha estourada,
A pílula esquecida.
Te empurra pro mundo.

Pr'um caso corfimado,
Existe o aborto...
Será certo deixar a
Vida escorrer pela perna?

Não escolhemos crescer,
mas os anos passam,
O corpo modifica,
E somos lançados à vida.

E a infância? Fica perdida?
Numa gaveta da memória
Pra sempre esquecida?
Restam somente saudades.

Escolha bom emprego,
Uma namorada, boa renda...
viagens e passeios...
Tudo na vida, é mediante
às suas escolhas.

Não escolhemos amar,
Apenas somos escolhidos.
Nada mais.

Maraísa Bovary - MB 17/02/09

3 comentários:

Giu Missel disse...

Começa já visceral. gosto das tuas linhas Mrs. Bovary!

Reconheço tua voz neles e isso é importante, pra mim.

Alexandre Spinelli disse...

Que bom que somos escolhidos...
Ótimo... parabéns!

Malu disse...

Reflexões muito apropriada. Eu, em especial, me rendo ao final: MATADOR! Bjo.